Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Preso em Porteiras jovem que matou a tiros sua namorada de 15 anos este ano no MT


Cícero matou Kelly a tiros este ano em Rondonópolis (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

  O jovem Cícero da Silva Ferreira, de 21 anos, foi preso em Porteiras pela equipe de investigação da Delegacia Regional de Brejo Santo para responder por um crime de homicídio. Os policiais civis cumpriram Mandado de Prisão Temporária expedido pela comarca de Rondonópolis (MT) dentro da apuração do assassinato da adolescente Kelly Cristina Lopes de Morais, de 15 anos, naquele município.

Segundo o Delegado de Brejo Santo, Robeilton Amorim, o mesmo confessou a prática do crime contra sua namorada ao ser preso na região do Cariri. No último dia 3 de janeiro a garota foi morta a tiros e, após o homicídio, Cícero fugiu para o município de Porteiras, onde terminou preso. Naquela noite, moradores do Bairro Jardim Sumaré ligaram dizendo que havia uma jovem caída no chão.

Ela foi lesionada com quatro tiros e uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) esteve no local, mas o médico apenas constou a morte da adolescente. O caso passou a ser investigado pela Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) de Rondonópolis e os policiais souberam que o autor dos disparos teria sido o seu namorado que não foi mais localizado na cidade.

Por Demontier Tenório/// site miséria

Mulher desaparece no carnaval e diz ao marido que foi abduzida por ETS

Uma capixaba de 26 anos que havia desaparecido na sexta-feira de carnaval e reapareceu na quarta-feira de cinzas disse para o marido e polícia que foi abduzida por extraterrestres na rodovia ES010.
Ana Letícia Andreatta Fonseca alegou em depoimento que foi abduzida por uma nave espacial quando voltava do trabalho.
Ana Letícia tem 26 anos e é casada há 3 anos com Gustavo Fonseca. Na noite anterior ao suposto sequestro eles haviam combinado de viajar para passar o carnaval em Guarapari, balneário da Grande Vitória no estado do Espírito Santo. Ela estava com malas prontas e pegaria o marido no escritório dele localizado no bairro Enseada do Suá, em Vitória.
Depois de 4 horas de atraso e nenhum sinal telefônico ou por redes sociais, Gustavo acionou a Polícia Civil comunicando o desaparecimento. A polícia investigou o fato e achou estranho o fato do carro ter sido abandonado sem a bagagem de Ana Letícia, apenas a de Gustavo ficou no porta-malas do veículo.
Depois de cinco dias ela foi abandonada na mesma rodovia que houvera sido sequestrada. Como o carro estava no pátio da delegacia antissequestro ela teve que ligar para o marido pedindo para busca-la.
Segundo a polícia, “se ela foi mesmo abduzida ainda não deu para perceber, mas uma coisa é fato. Estes extraterrestres gostam muito de cerveja, pois o cheiro está impregnado nas roupas dela”. A Polícia segue investigando o caso.

Camilo Santana anuncia reajuste de 3% para servidores estaduais


O funcionalismo público estadual do Ceará terá reajuste salarial de 3%, com aumento retroativo a 1º de janeiro. Foi o que anunciou o governador do Ceará, Camilo Santana, na tarde desta terça-feira (20), durante transmissão no Facebook. A mensagem do reajuste deverá ser encaminhada ainda nesta tarde para a Assembleia Legislativa.

Com o reajuste anunciado, o servidor terá ganho real de 0,05%, uma vez que a inflação oficial de 2017, medida pelo Instituto Brasileiro de Geografias e Estatística (IBGE) ficou em 2,95%, ainda abaixo da meta estipulada pelo Banco Central para o período, que era de 3%.

"Depois de muita conversa com a equipe econômica do Governo do Ceará, anuncio que estaremos repondo a inflação do ano passado, que foi de 2,95%, além de outros benefícios. A mensagem será encaminhada ainda esta semana para a Assembleia Legislativa e, em breve, teremos novidades para todos os servidores", disse Camilo Santana.

Fonte: G1

Ivete Sangalo posta foto em família amamentando as gêmeas Marina e Helena


A cantora Ivete Sangalo usou sua conta no Instagram na manhã desta terça-feira, 20, para contar como tem sido os dias após o nascimento das gêmeas Marina e Helena.


A baiana compartilhou um registro cheio de fofura na qual aparece amamentando as meninas e rodeada pelo marido, o nutricionista Daniel Cady, e pelo filho Marcelo.

“Bom dia zamurinhos! Quanta saudade de vocês e dos nossos encontros. Mas, confesso que estou no mais pleno momento da minha vida! Minha família linda cresceu e estamos tão felizes que não cabe no nosso coração esse amor gigante”, escreveu a cantora na legenda do registro.

Ivete ainda falou que ficará um pouco afastada das redes sociais e contou como tem sido a amamentação.

“Mando essa foto para matar a saudade e dizer que ficarei um pouquinho mais ausente das redes sociais em função da grande atenção que eles precisam nesse momento. A amamentação é uma das coisas mais prazerosas e saudáveis para elas e para mim. Elas crescem felizes e bem alimentadas”, disse.

Ivete falou também sobre o primogênito, de oito anos. “Marcelo tem participado ativamente. Enche as irmãs de carinho e toda atenção. E esse papai lindo só babando e pensando em como lidar com esse amor lindo”, continuou.

Por fim, ela agradeceu todo o carinho que vem recebendo. “Obrigada a vocês por tantas mensagens de amor e carinho. Amigos, fãs e família estão nutrindo nossos corações! Obrigada gente! Beijos de Marcelo, Marina, Helena, mamãe e papai”.

Ivete Sangalo deu à luz no dia 10 de fevereiro, em pleno sábado de Carnaval, no Hospital Aliança, em Salvador.



Fonte: O Povo

Jovem dá à luz quadrigêmeos em gestação natural; ‘Foi um susto, mas milagre a gente aceita’, diz mãe


Uma jovem moradora da cidade de Riachão do Jacuípe, a cerca de 200 km de Salvador, deu à luz quatro bebês em uma gestação natural, sem fertilização. 

O menino Elias e as meninas Maria Eduarda, Maria Eloisa e Maria Elena nasceram no dia 26 de janeiro, na Maternidade de Referência José Maria de Magalhães Neto, que atende pelo Sistema Único de Saúde (SUS), no bairro do Pau Miúdo, em Salvador.

O parto e o pré-natal foram feitos no local porque, em caso de quadrigêmeos, são necessários cuidados rigorosos. A gestação de quatro gêmeos de maneira natural é rara e só costuma acontecer em uma mulher a cada 600 mil.

A mãe das crianças, Eliomária Gomes, é agente de endemias. Já o pai é caminhoneiro. O casal contou com ajuda da comunidade do município para arcar com os custos quadruplicados da gestação. “Fizeram rifa, doaram fraldas, berço. Por mais que a gente tenha comprado, mas eram quatro, né? Foi um milagre desde o início, um amor incondicional de pessoas que eu nem conhecia, e vieram ajudar com doações. No momento, eu só tenho que agradecer imensamente”, comemora a jovem.

Aporte de água das chuvas chega a 98 reservatórios no Ceará


Acumulado tem servido para melhorar as condições do solo e contribuir no escoamento de rios. Fevereiro já registra chuvas 29% acima da média.

Nos últimos sete dias, 98 reservatórios dos 155 monitorados pela gestão pública cearense receberam aporte total de 77,1 milhões de metros cúbicos (m³) de água. A informação é do O Povo.
O acumulado foi possível devido às chuvas regulares e intensas que recentemente caíram sobre quase todas as regiões do Estado, principalmente no Litoral Norte. O monitoramento diário deu conta ainda de que fevereiro nem terminou e já registrou precipitações 29% acima da média para o mês.

De acordo com o presidente da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), João Lúcio Farias, da forma como têm acontecido, as chuvas têm servido para encharcar o solo e recarregar pequenos e médios reservatórios.

Só depois dessa recuperação é que se torna possível para a água pluvial escoar de rios influentes como o Jaguaribe e o Salgado e desembocar em açudes maiores e mais estratégicos como o Castanhão, o Orós e o Banabuiú. O Orós, João Lúcio adiantou, já chegou a apresentar um pequeno aporte, considerando que seu espelho d’água subiu de cinco a seis centímetros de dezembro do ano passado, início da pré-estação, até hoje. “Isso quer dizer que, na bacia do Alto Jaguaribe, já começou o escoamento dos rios”, interpretou. 
O presidente da Cogerh esclareceu ainda que, mesmo que o Rio Salgado, em Lavras da Mangabeira, tenha registrado cheia na sexta-feira, 16, não houve reflexo significativo no Castanhão. “Tanto que o Castanhão continua baixando. Agora, está com 2,1% (da capacidade)”, alertou João Lúcio. Por isso, destacou, “é importante continuar chovendo bem na região do Salgado, que é um dos principais rios de influência pro Castanhão”.

Nos próximos dias, é possível que continue chovendo em todo o Ceará, segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). No entanto, com predomínio no Litoral Norte e na região da Serra da Ibiapaba — esta, uma das que estão em melhor situação no Estado, com 18,9% da capacidade total de armazenamento.

O que, este ano, tem deixado otimistas os gestores da água é que, diferentemente de 2017, quando o início da estação teve o suporte de um fenômeno relativamente imprevisível como o Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN), agora a quadra tem contado somente com a Zona de Convergência Intertropical (ZCI), principal sistema indutor de chuvas regulares no Estado. “Março é o mês mais típico de atuação da ZCI, com chuvas ainda mais regulares”, projeta o meteorologista Raul Fritz, da Funceme. Na próxima semana, ele adiantou, deve ser divulgado o segundo prognóstico para a quadra, agora, englobando os meses de março, abril e maio.

AÇUDES

O estoque de água no Ceará é de 7%, segundo o Portal Hidrológico. O Orós está com 5,8% da capacidade e o Banabuiú, com 0,45%. Ontem, o açude João Luís saiu do volume morto.

PREVISÃO

No início do ano, a Funceme previu que a quadra chuvosa de 2018 teria possibilidade de ser 40% acima da média, 35% em torno e 25% abaixo.

Pai e filha de 2 anos são assassinados a tiros em emboscada

Um homem e a filha dele foram assassinados a tiros na noite desse último domingo (18),em uma região rural de Pontes e Lacerda, a 483 km de Cuiabá.

Segundo o boletim de ocorrência da Polícia Civil, Wanderson Morais Almeida, de 32 anos, a mulher dele, Fernanda Rodrigues de Barros, e a filha do casal, de 2 anos, estavam em um carro que foi alvo de uma emboscada.

De acordo com a polícia, a situação ocorreu por volta de 21h (horário de Mato Grosso), em uma estrada a 500 metros da BR-174. Inicialmente os policiais foram informados sobre um tiroteio nessa estrada e que algumas pessoas teriam se ferido.

A polícia encontrou o veículo da família, um Uno de cor branca, preso em um barranco às margens da rodovia. Wanderson estava no banco do motorista, com marcas de tiro pelo corpo e já sem vida.

Testemunhas disseram que a mulher dele e a filha foram socorridas por um morador que levou as vítimas para os bombeiros.

A mulher de Wanderson disse que eles estavam indo para uma chácara quando viram uma pessoa caída na rodovia. Quando se aproximaram, uma pessoa que estava no matagal foi até o carro e começou a atirar.

Wanderson, ao perceber que era uma emboscada, tentou dar ré acabou com o carro preso em um barranco. O suspeito se aproximou da porta, ao lado do passageiro, e ordenou que Fernanda corresse, se não também seria morta.

Os dois suspeitos estavam em uma motocicleta e fugiram. A polícia encontrou cápsulas calibre 9 milímetros no local do crime.

Até a manhã desta última segunda-feira (19),nenhuma pessoa havia sido presa ou identificada. Fernanda e a filha foram levadas até o Hospital Vale do Guaporé, em Pontes e Lacerda. A criança de 2 anos estava ferida e não resistiu, tendo a morte atestada pela unidade de saúde.

Sargento do Exército é morto em arrastão em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio; assista ao vídeo



O segundo sargento do Exército Bruno Albuquerque Cazuca, de 35 anos, cuja mulher está grávida do terceiro filho do casal, foi baleado e morto na manhã desta terça-feira, durante um arrastão em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio. Ele dirigia um Kia Picanto cinza pela antiga Estrada Rio-São Paulo quando foi abordado por um grupo de bandidos armados com pistolas.

De acordo com o 40º BPM (Campo Grande), os ladrões assaltaram outros três motoristas no local. No carro de Bruno, os PMs encontraram uma farda. A polícia investiga se os criminosos executaram o sargento após ver o uniforme ou se o militar reagiu à abordagem.
Um vídeo feito por uma câmera de segurança mostra o momento em que o militar foi morto.
O crime ocorreu por volta das 5h. Uma das vítimas do arrastão contou que pelo menos oito homens armados com pistolas, divididos em dois carros, fecharam as pistas e abordaram as vítimas. O sargento entrou em luta corporal com um dos bandidos. O criminoso, então, atirou contra Bruno, que em seguida foi atingido por outros comparsas. Ainda segundo essa testemunha, enquanto disparavam, os bandidos gritavam: "A gente mata mesmo. Se reagir a gente mata".
O local foi isolado para a realização da perícia. Agentes da Delegacia de Homicídios (DH) foram acionados para o local.
Viúva de militar está grávida - Thales Nogueira de Aragão, de 59 anos, tio do sargento morto, contou que a vítima morava em Campo Grande e servia no Centro de Instrução de Operações Especiais. Ainda segundo ele, a mulher dele está grávida do terceiro filho do casal. Thales descreveu Bruno como um rapaz alegre e trabalhador que sonhava galgar postos mais altos na corporação.
— O momento que a gente vive é de indignação e completa revolta. Ele era um garoto trabalhador, um guerreiro. Pai de família e filho exemplar. A gente não sabe aonde vai parar isso (a violência). Tomara que a intervenção (na segurança do Rio) tenha resultados positivos para a gente.
'É a sexta vez que passo por isso', desabafa vítima - Um motorista, que se identificou apenas como Renato, vinha logo à frente do carro do sargento, dirigindo uma caminhonete. Ele contou que viu quando o militar foi baleado após brigar com o bandido.
— É a sexta vez que passo por isso. Está difícil viver aqui. Esses políticos incompetentes só prometem e não fazem nada. Dá vontade de ir embora — lamentou Renato, acrescentando que, além do veículo, os bandidos levaram também seu celular, documentos pessoais e do trabalho.
Um motorista de Uber também teve o carro levado pelo bando. Segundo o rapaz de 28 anos, o sinal do GPS do veículo apontava que o automóvel teria sido levado para a Vila Kennedy.

*** Informações com Jornal Extra


CONHEÇA A CAMINHONEIRA MAIS LINDA DO BRASIL; VÍDEO

Quando se pensa na profissão de caminhoneiro, logo vem em nossa cabeça os homens que desempenhando essa função. Mas hoje, você vai conhecer a Aline Ouriques, que fez da paixão pela estrada a sua profissão.
Aline tem 28 anos e é de Tubarão, Santa Catarina. Ela faz um enorme sucesso nas redes sociais com suas publicações que contam como é sua rotina pelas estradas brasileiras. Atualmente, ela conta com mais de 56,2 mil seguidores fiéis às suas postagens, que estão sempre atentos a cada nova foto, ao volante de uma carreta onde transporta grãos.
A “musa”, que é formada em administração de empresas, começou a dirigir o caminhão do pai quando ainda tinha 16 anos. Quando precisou escolher sua profissão, acabou optando pela qual ela mesmo considera uma grande paixão.

Em entrevista para o Portal G1, Aline diz:

“Gosto de caminhão desde criança e como minha família trabalhava com isso, resolvi continuar, porque percebi que era melhor tanto em termos de rentabilidade quanto de liberdade. Sou empresária, trabalho para minha empresa”.

Em função da profissão que tem seus riscos, ela conta os cuidados que toma nas estradas:

“Eu viajo só de dia, porque a noite é perigoso. Tem muito bandido, ladrão de caminhão, ladrão de carga, ladrão de cabine. Eu nunca fui assaltada, a região que eu faço é tranquila”.

Aline não revela seu estado civil e afirma que se sente protegida na estrada:

“Acho engraçado que caminhoneiro tem fama de safado, mas quando se trata de colega de profissão, são os mais cavalheiros, são como pais”, revela.

Ela diz que não mudou a aparência de sua cabine de caminhão por se tratar de uma mulher. Porém, não abre mão dos cuidados com as unhas, do perfume importado e da hidratação de seu cabelo.

Quando chega de viagem ela contou o que faz:

“Vou à academia quando chego de viagem. Acho que isso é o básico, o resto é ilusão do mercado. Nunca fiz nenhuma intervenção estética, minha aparência é natural”. 

Além de ser uma bela mulher, Aline também muito corajosa! Todos conhecemos histórias sobre os perigos nas estradas do Brasil e, mesmo com tantas adversidades, ela não desistiu do seu sonho e da paixão pelas estradas e escolheu cruzar o Brasil na “Boleia” do seu caminhão.

Ela também publica alguns vídeos de suas viagens, assista:

Via O Noticioso

STF libera prisão domiciliar para mães e grávidas

Decisão beneficia ao menos 4,5 mil mulheres no país. Entidades apontaram riscos para saúde e educação de crianças nascidas e criadas na cadeia.
O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira (20) conceder prisão domiciliar a presas sem condenação gestantes ou que forem mães de filhos com até 12 anos.

A decisão beneficia ao menos 4,5 mil detentas, cerca de 10% da população carcerária feminina, segundo levantamento parcial do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCRIM), do Instituto Terra Trabalho e Cidadania (ITTC) e da Pastoral Carcerária Nacional.

Com a decisão do Supremo, cada tribunal terá 60 dias, após a publicação da decisão, para implementar a medida, que valerá também para mães que tiverem crianças com deficiência.

Não poderão deixar a prisão mulheres já condenadas e que cumprem pena; e também aquelas que, mesmo sem condenação, são suspeitas de crimes praticados com violência ou grave ameaça, contra os próprios filhos ou em situações "excepcionalíssimas", a serem justificadas pelo magistrado que negar o benefício.


Entenda o julgamento

O julgamento desta terça no STF se baseou em pedido apresentado pelo Coletivo de Advogados em Direitos Humanos (Cadhu), apoiado por diversas entidades humanitárias e defensorias públicas.

Na sessão, as entidades apontaram condições degradantes a que os filhos das presas são submetidos quando nascem e são criados numa cadeia, argumentando que o encarceramento não pode se estender a eles.

"São espaços inadequados, com doença e violência, risco à vida e obstáculo a ambiente saudável e de cuidado familiar. Não pode a prisão alcançar os filhos. Não há hipótese na lei de prisão degradante", disse a advogada Nathalie Fragoso, em nome do Cadhu, acrescentando que as prisões no Brasil são ambientes propícios para disseminação de doenças como a sífilis, que pode ser transmitida no parto para as crianças que nascem na cadeia.

Relator da ação, o ministro Ricardo Lewandowski foi o primeiro a votar favoravelmente ao pedido. Citando dados oficiais, destacou que apenas 34% das prisões femininas contam com dormitório adequado para gestantes, só 32% dispõem de berçário somente 5% dispõem de creche.

Com base em estudos, ele considerou "duríssima" a situação das gestantes e mães de crianças presas no país.

"Partos em solitárias sem nenhuma assistência médica ou com a parturiente algemada ou, ainda, sem a comunicação e presença de familiares. A isso soma-se a completa ausência de cuidado pré-natal (acarretando a transmissão evitável de doenças graves aos filhos, como sífilis, por exemplo), a falta de escolta para levar as gestantes a consultas médicas, não sendo raros partos em celas, corredores ou nos pátios das prisões, sem contar os abusos no ambiente hospitalar, o isolamento, a ociosidade, o afastamento abrupto de mães e filhos, a manutenção das crianças em celas, dentre outras atrocidades", afirmou.

"No caso das mulheres presas, a privação de liberdade e suas nefastas consequências estão sendo estendidas às crianças que portam no ventre e àquelas que geraram. São evidentes e óbvios os impactos perniciosos da prisão da mulher, e da posterior separação de seus filhos, no bem-estar físico e psíquico das crianças", completou, depois.

Lewandowski foi acompanhado por 3 ministros ministros da Segunda Turma do STF: Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Celso de Mello.

Edson Fachin divergiu parcialmente, para que fosse feita análise mais rigorosa da situação das mulheres presas, considerando apenas o interesse da criança.

Fonte: G1

POLÍCIA CIVIL PRENDE MAIS QUATRO SUSPEITOS DA CHACINA DAS CAJAZEIRAS


Um dos presos é acusado de ser o mandante do massacre.
Policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) informaram que prenderam quatro pessoas suspeitas de participação na Chacina das Cajazeiras, ocorrida no último dia 27 de janeiro, que deixou 14 mortos.

Um dos homens foi preso em um apartamento no Bairro Cocó, em Fortaleza. Conforme a Polícia Civil, Deijair de Sousa Silva, de 29 anos, conhecido como “De Deus”, é apontado como um dos mandantes do crime. Outras seis pessoas já haviam sido presas dias após o ocorrido, totalizando 10 presos. Além disso, outras quatro pessoas foram identificadas, porém seguem foragidas.

As informações foram apresentadas na tarde desta terça-feira (20) durante entrevista coletiva. Segundo a DHPP, dentro do apartamento foram encontradas diversas armas. "De Deus" já responde por porte ilegal de arma de fogo e tráfico. Ele foi levado à sede da DHPP e foi autuado em flagrante por posse ou porte de arma de fogo de uso restrito e por associação criminosa.

Os outros presos são: Ana Karine da Silva Aquino, "Nega do Pezão", de 23 anos, Ayalla Duarte Cavalcante, o "Zoião", de 21 anos, e Rennan Gabriel da Silva, 19 anos. Segundo investigações da Polícia Civil, Rennan Gabriel teria participado diretamente das execuções no 'Forró do Gago'.

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que as investigações do caso continuam para que novos acusados sejam identificados e presos. 

Relembre o caso

A Chacina das Cajazeiras deixou 14 vítimas fatais. As vítimas estavam em uma casa de show conhecida como "Forró do Gago", quando homens armados invadiram o evento e dispararam contra desafetos. Durante o tiroteio, pessoas inocentes também foram atingidas. Na época, a polícia informou que os assassinos pertencem à facção criminosa Guardiões do Estado (GDE) e o crime seria contra membros de uma facção rival.

(Cnews)

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Namorado asfixiou mulher após briga por vídeo pornô no celular

O comerciante José Carlos de Oliveira Júnior, que confessou ter matado a namorada em Goiânia após briga por ciúme (Foto: Vitor Santana/G1)
O comerciante José Carlos de Oliveira Júnior, que confessou ter matado a namorada em Goiânia após briga por ciúme

Preso suspeito de matar a namorada asfixiada em Goiânia, o comerciante José Carlos de Oliveira Júnior, de 37 anos, disse nesta segunda-feira (19) que cometeu o crime durante uma briga por ciúmes. Ele afirmou que recebeu um vídeo pornográfico em um grupo de mensagens em celular, o que teria incomodado a servidora pública Giselle Evangelista. O homem foi autuado por feminicídio. A pena, de acordo com o Código Penal, varia entre 12 e 30 anos de prisão.
"Tudo gerava briga, ciúmes. Eu não perdi a cabeça naquele dia, já tinha perdido há muito tempo", declarou na Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios.

Giselle Evangelista, de 38 anos, foi encontrada morta em apartamento Goiânia Goiás (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal)
Giselle Evangelista, de 38 anos, foi encontrada morta em apartamento em Goiânia

O comerciante também disse que o relacionamento era conturbado e que se arrepende do crime. "A gente estava chegando a um acordo de terminar. Ela era a mulher que eu amava, a quem eu me dedicava. Eu trocaria de lugar com ela, se eu pudesse".
O corpo de Giselle foi localizado na tarde da última sexta-feira (16), em um prédio na Vila Alpes, em Goiânia, onde mora José Carlos. Familiares da vítima contaram à polícia que não conseguiram contato com o casal. Por isso, foram até o prédio em busca de informações e a acharam morta. Horas antes da vítima ser encontrada, câmeras de segurança do condomínio flagraram o casal passando pelo saguão.
Os dois namoravam há dois anos. Segundo a polícia, em 2017, José Carlos chegou a trair a companheira, mas os dois mantiveram o relacionamento. Porém, os dois tinham constantes discussões.
Em depoimento, o homem contou que, durante o crime, pensou em desistir. "Enquanto ele a asfixiava, pensou em desistir, mas lembrou da Lei da Maria da Penha, que protege as mulheres, e decidiu continuar. Depois, disse que ainda tentou fazer procedimentos para reanimar a vítima, colocando um ventilador próximo e fazendo massagem cardíaca".///pinheirinho.net